terça-feira, 2 de janeiro de 2018

Prévia: Copa São Paulo de Futebol Júnior 2018


História

A Copa São Paulo de  Futebol Júnior é uma competição que foi criada pela Prefeitura Municipal de São Paulo. Quando de sua criação, em 1969, a competição era chamada de Taça São Paulo de Juniores. A competição foi agendada para o início do ano e a Final foi disputada no dia 25 de janeiro, dia do aniversário de São Paulo. Até 1971, a competição só reunia equipes do Estado de São Paulo. A partir daquele ano, passou a receber convidados de outros Estados. Em 1987, o então prefeito de São Paulo, Jânio Quadros, não quis arcar com as despesas de organização da competição e a edição de 1987 não foi realizada. A partir de 1988, a "Copinha", apelido carinhoso pela qual a imprensa passou a chamar a competição, passou a ser realizado em parceria com a Secretaria de Esportes do Estado de São Paulo e a Federação Paulista de Futebol.  
Algumas equipes estrangeiras para participarem da Copinha. A primeira equipe estrangeira a participar da Copa São Paulo de Futebol Júnior foi o Providência (México), em 1980. Vélez Sársfield (Argentina) participou em 1981 e 1982. Bayern Munique (Alemanha) participou em 1985. Universidad de Guadalajara (México) participou em 1988. Entre 1993 e 1997, a Federação Paulista de Futebol convidou outras equipes estrangeiras: Boca Juniors (Argentina), Peñarol (Uruguai), Cerro Porteño (Paraguai), Nagoya Grampus (Japão) e Yomiuri Verdy (Japão). As seleções sub-20 do Japão e da China também participaram da Copinha. Como não tiveram nenhum destaque na competição, a FPF decidiu não mais convidar equipes estrangeiras. Em 2010, voltaram a convidar uma equipe estrangeira: Al-Hilal (Arábia Saudita). Por motivo de patrocínio, em 2014, Kashiwa Reysol (Japão) foi convidado e foi a única equipe estrangeira a passar da Primeira Fase na Copa São Paulo Futebol Júnior. Nas duas últimas edições (2016 e 2017), Pérolas Negras (Haiti) participou da Copinha.
A Copa São Paulo de Futebol Júnior foi criada para ser uma competição da categoria sub-20. Porém, em 2006, a CBF resolveu criar o Campeonato Brasileiro Sub-20, competição que passou a dividir espaço com a Copinha. Devido a isso, a partir da 41ª edição (2010), a Federação Paulista de Futebol mudou a categoria da competição para sub-19, passando a chamar a competição de Copa São Paulo de Futebol Sub-19. No ano de 2013, a competição voltou a se chamar Copa São Paulo de Futebol Júnior e voltou a ser da categoria sub-20.
Corinthians é o maior campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior com 10 títulos. O último título foi no ano passado (2017). Corinthians ganhou três dos últimas seis edições da Copinha. Bahia é a única equipe nordestina a chegar numa Final. Bahia perdeu para o Flamengo em 2011. Bahia foi a primeira equipe do Nordeste a disputar a Copinha, em 1981. A Copa São Paulo de Futebol Júnior começou com apenas 4 participantes em 1969. O número de participantes da Copinha foi aumentando ao logo do ano. Em 2018, A Copa São Paulo de Futebol Júnior terá 128 participantes.

Participações dos Clubes Maranhenses

Esporte Clube Boa Vontade foi a primeira equipe maranhense a disputar a Copa São Paulo de Futebol Júnior, em 1990. Boa Vontade terminou em 3º lugar no Grupo F (Primeira Fase), quando venceu Sergipe, empatou com Rio Branco (ES), São Paulo e Fluminense e perdeu para Portuguesa. Na Segunda Fase, BV perdeu para Juventus (SP) por 3 a 1. 
Moto Club disputou a Copa São Paulo de Futebol Junior pela primeira vez em 1991. Moto perdeu os quatro jogos da Primeira Fase e terminou em último lugar no Grupo B. Entre 1992 e 1997, não houve participação de nenhum clube maranhense. Em 1998, Sampaio Corrêa estreou na Copinha e não passou da Primeira Fase. Foram 3 jogos e 3 derrotas. Sampaio Corrêa terminou em 2º lugar no Grupo G.
Entre 1999 e 2003, não houve nenhum representante maranhense na Copa São Paulo de Futebol Júnior. Em 2004, tivemos dois representantes maranhenses pela primeira vez. Santa Inês estreou na competição, ficando em último lugar no Grupo C. Cefama disputou a Copinha pela primeira vez, perdendo todos os jogos e terminando em último lugar no Grupo K, na Primeira Fase. Em 2005, Chapadinha estreou na competição e terminou em último no Grupo D. Santa Inês participou pela segunda vez e ficou em último novamente, dessa vez no Grupo I.
Em 2006, Moto Club disputou pela segunda vez a Copinha, fazendo uma campanha histórica. É a única equipe maranhense até hoje a chegar nas Quartas de Final e ficar entre as oito melhores equipes da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Para saber mais sobre essa campanha histórica do Moto Club, cliquem aqui: http://motoclubsaoluis.blogspot.com.br/2012/01/moto-club-na-copinha-de-2006.html?spref=tw
Em 2007, tivemos apenas um representante maranhense. Foi a estréia do Comerciário na competição. Perdeu os três jogos e ficou em último lugar no Grupo F da Primeira Fase. Em 2008, Maranhão voltou a ter 2 representantes e 2 estreantes. Ambos foram eliminados na Primeira Fase. Americano terminou em último lugar no Grupo T. Marília terminou em 1º lugar no Grupo F, mas foi eliminado nas Dezesseis-avos de Final para o Taboão da Serra (SP).
Em 2009, Maranhão Atlético Clube foi o único representante maranhense. MAC estreou na Copinha perdendo os três jogos e ficando em último no Grupo R. No ano seguinte (2010), o Estado voltou a ter 2 representantes. Americano foi mais uma vez mal na Copinha, perdeu os 3 jogos e ficou em último no Grupo L. Marília não repetiu a mesma campanha de 2008 e foi eliminado na Primeira Fase, ficando em segundo lugar no Grupo R. Em 2011, tivemos dois novatos na Copinha. Juventude perdeu os 3 jogos e ficou em último no Grupo C. IAPE ficou em 2º no Grupo O e foi eliminado na Primeira Fase. 
Em 2012, Americano participou da Copinha pela terceira vez e foi o único representante maranhense. Americano terminou em 3º no Grupo W, sendo eliminado mais uma vez na Primeira Fase. Em 2013, Americano completou sua 4ª participação e é se tornou o clube maranhense com mais participações na Copinha até hoje. Americano perdeu os três jogos e ficou em último no Grupo J. JV Lideral foi o outro representante maranhense e foi eliminado na Primeira Fase na sua estréia, terminando em 3º lugar no Grupo P.
Em 2014, JV Lideral participou pela segunda vez e terminou em 3º lugar no Grupo T. Sabiá estreou na competição e também foi eliminado na Primeira Fase, terminando em 3º lugar no Grupo C. Em 2015, Sampaio Corrêa disputou pela segunda vez a Copinha e terminou em 2º lugar no Grupo Q, sendo eliminado mais uma vez na Primeira Fase. Em sua estréia, Babaçu também não passou da Primeira Fase, terminando em último lugar no Grupo D.
Em 2016, Sampaio Corrêa participou pela terceira vez da Copinha e fez sua melhor campanha na competição. Após terminar em 1º lugar no Grupo 25, Sampaio passou pelo Santo André, nos pênaltis, na 2ª Fase e foi eliminado pelo Palmeiras, na 3ª Fase. Sabiá foi eliminado na 1ª Fase (2º no Grupo 21), em sua segunda participação. Dênis foi um dos maiores artilheiros da competição com 6 gols.
Em 2017, Sampaio Corrêa igualou o feito do Americano e tornou-se também o clube maranhense com mais participações na Copa São Paulo de Futebol Júnior com 4 participações. Dessa vez, Sampaio foi mal e terminou em último lugar no Grupo 14. Pinheiro estreou na competição e ficou em último no Grupo 17.
Em 2018, Moto Club disputará a Copa São Paulo de Futebol Júnior pela terceira vez, tornando-se o terceiro clube maranhense com mais participações na competição. O outro representante maranhense será o Pinheiro, que disputará a Copinha pela segunda vez.

Participações do Moto Club na Copinha



Resumo


Participações: 2
Jogos: 10
Vitórias: 4
Empates: 1
Derrotas: 5
Gols Marcados: 14
Gols Sofridos: 14
Pontos Ganhos: 13

Copa São Paulo de Futebol Júnior 2018

A Copa São Paulo de Futebol Júnior 2018 terá a participação de 128 clubes, entre eles, 2 clubes maranhenses, Moto Club e Pinheiro. A competição ocorrerá de 2 a 25 de janeiro de 2018. Os clubes serão divididos na Primeira Fase em 32 grupos de 4 equipes. Os dois primeiros colocados de cada grupo classificam-se para a Segunda Fase. Pinheiro está no Grupo 17 ao lado do Corinthians, Ferroviária (SP) e Corumbaense. Moto Club está no Grupo 27, com sede em Taubaté:

Jogos


Primeira Fase - Grupo 27