quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Especial: Guia do Campeonato Maranhense Série A de 2018


Como fiz há alguns anos atrás, criei este Guia para apresentar as equipes que disputarão o Campeonato Maranhense da Série A (1ª Divisão) de 2018. O Regulamento foi modificado para este ano. 8 equipes disputarão a 1ª Divisão maranhense. O campeão e o vice-campeão maranhense terão uma vaga assegurada na Copa do Brasil de 2019. Na 1ª Fase, as equipes jogaram entre si no sistema só de ida, totalizando sete rodadas. Os quatro primeiros colocados classificam-se para a 2ª Fase (semifinal). Esta será disputada no sistema mata-mata em jogos de ida e volta, com os cruzamentos do 1º colocado x 4º colocado e 2º colocado x 3º colocado. Os dois primeiros colocados na 1ª Fase terão a vantagem de jogar em casa o jogo de volta nas Semifinais, assim como o de jogar pelo mesmo número de pontos e saldo de gols ao final dos confrontos. Não será usado como critério de desempate nos confrontos o "gol marcado fora de casa". Os vencedores dos confrontos disputam a 3ª Fase (final), também em dois jogos. A equipe com a maior pontuação geral (1ª e 2ª Fases), jogará como mandante o jogo de volta e terá a vantagem de jogar pelo mesmo número de pontos e saldo de gols ao término do confronto. O vencedor da 3ª Fase será declarado o campeão maranhense de 2018. O perdedor da 3ª Fase será declarado o vice-campeão maranhense de 2018. O campeão maranhense terá uma vaga assegurada na Série D do Campeonato Brasileiro de 2019. Caso o campeão maranhense dispute outra divisão do Campeonato Brasileiro (Séries A, B ou C), a vaga será do vice-campeão maranhense. Caso este também dispute outra divisão do Campeonato Brasileiro, a vaga será do terceiro colocado, e, assim, sucessivamente. O outra vaga maranhense na Série D do Campeonato Brasileiro será decidida em competição a ser disputada no 2º Semestre. O campeão maranhense de 2018 também terá vaga assegurada na Fase de Grupos da Copa do Nordeste de 2019. A segunda vaga (na Fase Preliminar) da Copa do Nordeste de 2019 será da equipe maranhense melhor posicionada no Ranking Nacional de Clubes da CBF. Caso a melhor equipe ranqueada seja o campeão maranhense de 2018, a vaga será da segunda equipe maranhense melhor ranqueada. O último colocado (8° colocado), somados os pontos de todas as fases do campeonato, será rebaixado para a Série B do Campeonato Maranhense de 2019.

Clubes Participantes:


Bacabal Esporte Clube




Cidade: Bacabal (103.020 habitantes (9ª maior cidade) e cerca de 250 km de distância de São Luís)
Data de Fundação: 14/5/1974
Presidente: Roberto Baresi
Técnico: Erasmo Forte
Apelido: Leão do Mearim
Cores: azul e branco
Principais Torcidas Organizadas: Torcida Fúria do Mearim e Torcida Organizada Força Jovem Beckiana
Estádio: Correão (Capacidade: 7.856)
Títulos: campeão maranhense em 1996 e da Taça Cidade de São Luís em 1991 e 2008
Colocação em 2017: não disputou
Bacabal foi campeão da Série B do Campeonato Maranhense de 2017 e volta a elite do futebol maranhense após 4 anos. Teve pouco tempo de preparação. O entrosamento da equipe ficará prejudicada nas primeiras semanas do campeonato. Marlon Cutrim comando a equipe na Segundinha Maranhense. Erasmo Forte é o novo técnico do Leão do Mearim. Manteve alguns jogadores como o goleiro Gustavo, o zagueiro Alef e o meia Elton. Chegaram o zagueiro Lucas, o volante Weverton e o atacante Denis Baiano. 
Time base: Gustavo; Romário, Lucão, Wesley e Tomaz; Telmo, China, Ewerton; Anderson, Wallyson e Naldo. 


Cordino Esporte Clube



Cidade: Barra do Corda (87.134 habitantes (11ª maior cidade) e cerca de 462 km de distância de São Luís)
Data de Fundação: 08/03/2010
Presidente: Bruno César
Técnico: Leandro Lago
Apelido: Onça
Cores: amarelo, verde e branco
Principal Torcida Organizada: Torcida Fúria da Onça
Estádio: Leandrão (Capacidade: 1.400)
Colocação em 2017: 2º (vice-campeão)
Cordino foi vice-campeão maranhense no ano passado e disputou a Fase Preliminar da Copa do Nordeste de 2018, sendo eliminado pelo Treze. A Onça teve que mandar seu jogo no Estádio Frei Epifânio D'Abadia porque o Estádio Leandrão não tinha condições de jogo. Foi mantida a base do time do ano passado. Houve mudança de técnico e Leandro Lago assumiu o comando da equipe. O artilheiro e comandante da equipe em 2017, Ulisses, permanece no Cordino. Foram contratados o goleiro Alberto e o atacante Jonas Piu Piu.
Time base: Alberto; Michel, Da Silva, Emerson e Renan; Júnior Negão, Gualberto, Alisson e Kelson; Radija e Ulisses.



Sociedade Imperatriz de Desportos



Cidade: Imperatriz (253.873 habitantes (2ª maior cidade) e cerca de 530 km distância de São Luís)
Data de Fundação: 04/01/1962
Presidente: Adauto Carvalho
Técnico: Paulinho Kobayashi
Apelido: Cavalo de Aço
Cores: vermelho e branco
Principais Torcidas Organizadas: Torcida Organizada Império Vermelho, Fúria Colorada e Força Jovem Cavalina 
Estádio: Frei Epifânio D'Abadia (Capacidade: 12.000)
Títulos: campeão maranhense de 2005 e 2015
Colocação em 2017: 
Cavalo de Aço chegou à Final do 1º Turno do Campeonato Maranhense no ano passado e conseguiu a vaga no Campeonato Brasileiro da Série D deste ano. O goleiro Jean voltou ao clube. Jefferson Abreu, ex-jogador do Moto, foi contratado pelo Cavalo de Aço. Rubens continua no time e Junior Chicão retorna ao clube. Imperatriz está se preparando com antecedência e fez alguns amistosos de pré-temporada.
Time Base: Jean; Léo, Maycon, Tiago e Jefferson Abreu; Balão Marabá, Daniel Barros e Rubens; Manu, Kaká e Junior Chicão.


Maranhão Atlético Clube



Cidade: São Luís (1.091.868 habitantes)
Data de Fundação: 24/09/1932
Presidente: William Rio Branco
Técnico: Meinha
Apelidos: Macão Machão da Ilha, Bode Gregório e Quadricolor
Cores: azul, vermelho, preto e branco
Principal Torcida Organizada: Torcida Organizada Partido do Bode
Estádios: Castelão (Capacidade: 40.149) e Nhozinho Santos (Capacidade: 11.429)
Títulos: campeão maranhense (14 vezes, a última em 2013), campeão da Taça Cidade de São Luís (8 vezes) e campeão maranhense da Série B (2015).
Colocação em 2017:
Não foi bem no campeonato maranhense no ano passado, sendo eliminado na semifinal do 1º Turno. Este ano disputará apenas o campeonato estadual. Contratou o técnico Meinha, velho conhecido da torcida, e reformulou todo o elenco. Meinha foi o técnico do MAC no título maranhense de 2007. Eloir continua na equipe e agora terá a companhia de dois ex-jogadores do Moto, Válber e Felipe Costa. O atacante Cris, com passagens pelo Imperatriz e Bacabal, é o novo reforço do MAC. No amistoso com o Moto, empatou em 1 a 1 com gol de Eloir.
Time Base: Fábio; Lesson, Anderson Alagoano, Lucas e Luís Fernando, Sandro Bacabal, Eloir, Curuca; Felipe Costa, Valber e Cris.


Moto Club de São Luís


Cidade: São Luís (1.091.868 habitantes)
Data de Fundação: 13/9/1937
Presidente: Célio Sérgio
Técnico: Marcinho Guerreiro
Apelido: Papão do Norte
Cores: vermelho e preto
Principais Torcidas Organizadas: Torcida Uniformizada Motofolia, Os Dragões da Fiel, Torcida Alcoolizada Motochopp e Motobangers
Estádios: Castelão (Capacidade: 40.149) e Nhozinho Santos (Capacidade: 11.429)
Títulos: campeão maranhense da 1ª divisão (25 vezes, a última em 2016), da Série B (2ª divisão) em 2010 e 2013 e da Taça Cidade de São Luís em 1972, 1978, 1981, 1982, 1985, 1993, 2003 e 2004.
Colocação em 2017: 
Moto foi mal tanto no Campeonato Maranhense como na Copa Nordeste e na Série C do Campeonato Brasileiro (foi rebaixado) e precisa fazer uma boa campanha este ano para se recuperar. O técnico Marcinho Guerreiro foi mantido, mas o elenco foi quase todo reformulado, apenas Diego Renan e Wanderson permanecem entre os titulares. Tivemos a volta do goleiro Rodrigo Ramos e Jefferson Araújo e contratação de reforços como o zagueiro Betão, o lateral Guilherme e os meias André Mensalão e Jailson. No segundo semestre, disputará a Série D do Campeonato Brasileiro.
Time-Base: Rodrigo Ramos; Diego Renan, Betão, Wanderson e Guilherme; Rafael Santos, Bruno Menezes, André Mensalão e Jaílson; Ricardo Maranhão e Lucas Bacelar.


Sampaio Corrêa Futebol Clube



Cidade: São Luís (1.091.868 habitantes)
Data de Fundação: 25/3/1923
Presidente: Sérgio Frota
Técnico: Francisco Diá
Apelido: Bolívia Querida
Cores: amarelo, vermelho e verde
Principais Torcidas Organizadas: Tubarões da Fiel, Torcida Paixão Tricolor e Torcida Sampaio Roots
Estádios: Castelão (Capacidade: 40.149) e Nhozinho Santos (Capacidade: 11.429)
Títulos: campeão brasileiro da 2ª divisão em 1972, da Série C (3ª divisão) em 1997 e da Série D (4ª divisão em 2012, campeão maranhense da 1ª divisão (31 vezes, atual tri-campeão), da Taça Cidade de São Luís (7 vezes), da Copa União em 2011 e 2012.
Colocação em 2017: 1° (campeão)
Sampaio manteve o técnico Francisco Diá e a base do ano passado, quando conquistou o título maranhense e o acesso para a Série B do Campeonato Brasileiro. É o grande favorito para ser campeão maranhense pela quarta vez consecutiva. As novidades no time são o goleiro Andrey, o lateral Kaique, o zagueiro Joécio e o volante Yuri. Sampaio fez dois amistosos contra o River, em Teresina e São Luís, na pré-temporada.
Time-Base: Andrey; Junio Rocha, Maracás, Fredson (Joécio/Odair Lucas) e James (Kaique); César Sampaio, Yuri, Fernando Sobral e Marlon; Uillian e Wellington Rato.


Santa Quitéria Futebol Clube



Cidade: Santa Quitéria do Maranhão (29.172 habitantes e cerca de 350 km de distância de São Luís)
Data de Fundação: 16/4/2003
Presidente: Geraldo Amorim
Técnico: Marquinhos Fumê
Apelido: Raposa do Baixo Parnaíba
Cores: verde, amarelo, azul e branco
Estádio: Rodrigão (Capacidade: 13.500)
Títulos: campeão maranhense da Série B (2ª divisão) em 2005 e 2009
Colocação em 2017: 
A Raposa chegou à semifinal do 1º Turno, mas caiu muito no 2º Turno, no ano passado. A equipe enfrenta problemas financeiros. Fez sua pré-temporada em São Luís, enfrentando o Moto Club e perdendo por 3 a 0, em amistoso no início do ano. As principais contratações do time são o goleiro Laerte e o meia Kléo. Leomar e Edgar podem ainda reforçar a Raposa.
Time-Base: Laerte; Tiaguinho; Renato, Leomar e Carnerinho; Nikito, Rodrigo Corrêa, Kléo e Rodrigo; Alessandro e Toquinho.


São José de Ribamar Esporte Clube



Cidade: São José de Ribamar (176.008 habitantes (3ª maior cidade) e cerca de 32 km de distância de São Luís)
Data de Fundação: 14/6/2007
Presidente: Hugo Roberto de Medeiros Pinto
Técnico: Luís Miguel
Apelido: Peixe Pedra
Cores: azul, verde, amarelo e branco
Estádio: Dário Santos (Capacidade: 600)
Colocação em 2017: 
São José foi muito mal no 1º Turno do Campeonato Maranhense no ano passado. Chegou à semifinal do 2º Turno e conseguiu se livrar do rebaixamento. Foi a última equipe a iniciar a pré-temporada de preparação para o campeonato maranhense. Para formar o elenco, foram feitas peneiras. O experiente técnico Luís Miguel foi contratado pelo Peixe Pedra. Os experientes Tim Marcos, Jadão, Arcinho e Fabio Ricardo são os reforços. 
Time base: Valdemir; Bruno Bacabal, Alan Silva e Paulo Maranhão; Thê Thê, Jadão, Arcinho, Daniel, Mateus Moura e Batata; Diogo (Fábio Ricardo).


Jogos da 1ª Fase


Tabela da 1ª Fase